Tire suas dúvidas

  • O proprietário ou seu representante deverá dirigir-se ao Setor de Liberação de Veículo, pegar uma senha para o atendimento e apresentar a documentação exigida.

  • Sanadas as irregularidades do veículo, será emitido um boleto bancário com código de barras, que poderá ser pago na rede bancária, casas lotéricas e estabelecimentos credenciados. Vale lembrar que não será aceito agendamento. O pagamento poderá ser feito, também, via internet, com a apresentação do recibo original impresso.

  • Em se tratando de acidente com vítima o proprietário terá o prazo de 15 dias para apresentar guia citada no Setor de Liberação de Veículos. Passado este prazo, será cobrada diária de permanência.

  • O proprietário ou seu representante legal deverá apresentar documento oficial com foto. Se o mesmo não for habilitado, deverá apresentar um condutor habilitado.

  • Comprovante de pagamento das multas (se houver)

  • Nota fiscal original da compra da motocicleta com até 50 cilindradas.

Fonte: GETRAN/SELVE.